“O único lugar nos escritos de Crowley onde ele dá o significado da sigla A.’.A.’. está em seu Diário Mágico (Cefalu, 1921), onde isto aparece como ACTHP APLOC. Esta é uma forma corrupta Grego-Copta de Argenteum Astrum (Estrela de Prata), no entanto, é a chave oculta fiel à natureza da Ordem, o que não é expresso pela versão correta do nome Latino. Argos deriva Arg ou Arca, o poder feminino generativo simbolizado pela lua, o útero em forma de Argha utilizado nos Mistérios, sinônimo de Rainha do Céu. Arghya (em Sânscrito) é o cálice de libação; Aster Argos é a estrela de “prata” ou lunar. O componente lunar é representado pelo olho de Ísis, e sua Estrela é Sírius, a Estrela-Cão (Set). A Ordem da Estrela de Prata é assim a Ordem do Olho de Set, “o Filho por trás do Sol”, representado astronomicamente pela Estrela de Ísis, que é Sothis (Sírius).” ~ Kenneth Grant, “Aleister Crowley and the Hidden God”, p. 59.

Anúncios